domingo, 27 de março de 2011

Contaminação da água mata mais do que guerra

Visto de outra forma, é um rio 100% puro.
Não tem uma gota de água.
 
Relatório da ONU (Organização das Nações Unidas) aponta que a contaminação das águas mata mais do que guerra e violência. Isso inclui 2,2 milhões de pessoas cujas mortes são atribuídas à diarréia.

O relatório cita também que 1,8 milhões de crianças menores de cinco anos sucumbem a doenças transmitidas pela água.

Isso equivale a uma criança a cada 20 segundos.

Quase toda a água contaminada produzida pelas fábricas em países em desenvolvimento é despejada em rios e oceanos sem passar por nenhum processo de tratamento. E pior, até 60% da água que é tratada até voltar a ser potável é perdida em redes de esgoto sem manutenção. Evitar que metade desta água seja perdida já seria suficiente para abastecer 90 milhões de pessoas.

Frente a uma expectativa de crescimento de 50% de população mundial em quatro décadas, "precisamos ser mais inteligente no gerenciamento de águas residuais", diz Achim Steiner, diretor da agência da ONU responsável por promover a conservação do meio ambiente e o uso eficiente de recursos.

Além da manutenção do sistema de distribuição, sistemas de reciclagem de água e investimentos em tratamento de esgoto estão entre os focos de atuação sugeridos por Steiner.

"O investimento de US$ 20 milhões em irrigação e bombas d´água em poços seria suficiente para que 100 milhões de famílias de agricultores saíssem da pobreza extrema", acrescenta.

Nenhum comentário:

Postar um comentário