quarta-feira, 23 de março de 2011

De 13 minas d’água, apenas 1 não está ameaçada

Falta de mata ciliar ameaça Machadinho
(Foto: Paulo Gonçalves/Folha da Região)
A Prefeitura de Araçatuba informou em 2009 que havia identificado 13 nascentes, sendo que apenas uma delas estava protegida. Para 2011, a meta estabelecida pelo município é a de subir para 20 o número de nascentes identificadas, e para 15 o total de minas d'água protegidas.

Sem proteção das nascentes, que estão espalhadas pelas áreas periféricas e rurais do município, córregos como Machadinho, Bela Vista, Jacó, Água Funda, Tropeiro, Espanhóis, Machado de Melo, Alvorada e Barro Preto correm o risco de morrer.

A nascente do córrego Machadinho, manancial que cruza a avenida Joaquim Pompeu de Toledo, está cercada e livre da ameaça de ser destruída pelo gado, mas ainda não teve sua vegetação natural restaurada.

Apesar do leito deste afluente ter sido limpo recentemente pelo poder público, novos pontos clandestinos para o despejo de entulho já estão sendo formados em suas margens.

A carência de mata ciliar também coloca em risco o futuro do Machadinho, pois a falta desta proteção pode causar erosão e assoreamento no córrego.

A administração municipal não informou quais são as ações que estão sendo tomadas para cumprir os compromissos ambientais com as nascentes. A Folha da Região encaminhou no dia 17 de março, às 11h20, e-mail para a Secretaria de Comunicação questionando quais ações estavam em andamento, mas o Executivo não se pronunciou até o término desta reportagem.

PACTO
O município que assina o Pacto das Águas se compromete a fazer um diagnóstico dos recursos hídricos de seu entorno e das condições de saneamento, traçar metas e colocar em prática um plano de ação.

A partir do dia 1° de dezembro deste ano, começa a avaliação dos resultados alcançados, que serão apresentados em 2012 no 6° Fórum Mundial da Água, na França.

Nenhum comentário:

Postar um comentário