quarta-feira, 23 de março de 2011

Produtor rural vai ganhar por preservação

Guararapes é o único município da Bacia Hidrográfica do Baixo Tietê contemplado com o projeto Mina D’água, do Governo Estadual. A ação é uma modalidade de pagamento por serviços ambientais que visa remunerar os produtores rurais que preservarem nascentes existentes dentro de suas propriedades.

Cada proprietário rural deverá receber entre R$ 75 a R$ 300 anualmente por nascente, valor que varia de acordo com a condição de preservação.

FRUTAL
Em Guararapes, os proprietários contemplados estão na microbacia do córrego Frutal, o principal manancial a ser beneficiado com o projeto.

A previsão é de que 150 nascentes sejam protegidas em cada um dos 21 municípios paulistas conveniados no Mina D’água, totalizando 3.150 afloramentos de água. Foram reservados R$ 3,15 milhões para a fase piloto do projeto, com recursos do Fecop (Fundo Estadual de Prevenção e Controle da Poluição).

META
Em 2009, a Prefeitura de Guararapes havia identificado 180 nascentes no município, mas a meta é a de contabilizar 1.005 até o final deste ano.

A expectativa de proteção também é ambiciosa, pois o município pretende aumentar de quatro para 154 o total de nascentes protegidas.

"Já conseguimos levantar uma grande quantidade de nascentes, estamos próximos de atingir a meta através de imagens de satélite. Se conseguirmos proteger 20 ou 30 nascentes este ano, já será um sucesso”, afirma a bióloga e assessora de Meio Ambiente de Guararapes, Ana Maria da Rocha Nogueira Heiderich.

Ana Maria completa: “A proteção é lenta, mas este é o início de um processo que pode ser bastante feliz para a região.”

Sobre as vantagens de proteger as nascentes, a assessora ambiental destaca que o ato levará a aumentar a quantidade e a qualidade da disponibilidade hídrica para o abastecimento do município.

Nenhum comentário:

Postar um comentário