domingo, 5 de junho de 2011

'Nossa Terra' apontou os desafios na região

Animais ameaçados de sumirem da
natureza também foi tema de série
Foto: Valdivo Pereira/Folha da Região
A Folha da Região lançou no dia 20 de março a série de reportagens 'Nossa Terra' com a proposta de abordar questões ambientais em destaque na comunidade. Durante 12 domingos consecutivos, os leitores de Araçatuba e região puderam conferir nas páginas do jornal matérias sobre água, vida silvestre, vegetação, poluição e sustentabilidade.

'Nossa Terra' teve início com a reportagem "Nascentes da região estão desprotegidas". A matéria revelou que 40 municípios têm como meta identificar um total de 5.208 nascentes ao longo deste ano, expandindo a recuperação para 1.228. Mesmo que este objetivo seja atingido, o porcentual de minas d'água desprotegidas ainda será de 76%.

A preservação dos recursos hídricos regionais é um desafio que não pode ser ignorado pelos gestores públicos. Levantamento inédito em todo o País divulgado pela ANA (Agência Nacional de Águas) mostra que 20% dos 43 municípios da região de Araçatuba poderão ter déficit no abastecimento de água já em 2015. A falta de proteção das nascentes só vem piorar este cenário.

AMEAÇADOS
Os municípios ribeirinhos do rio Tietê podem se orgulhar da abundância de água disponível para o consumo. No entanto, esta fartura não foi suficiente para tirar nove espécies de peixes da lista de animais ameaçados de extinção do Estado de São Paulo.

Para a reportagem "O triste fim do pintado, do mandi e do jaú", publicada no dia 3 de abril, a Folha viajou até a cidade de Ilha Solteira, banhada pelos rios Paraná, Tietê e São José dos Dourados, para mostrar que a destruição de habitat, poluição e construção de barragens são apontadas como responsáveis pela diminuição cada vez maior do número de espécies como a piracanjuba, pintado e jaú.

Na semana seguinte à matéria dos peixes, a Folha abordou o risco de 78 espécies de animais silvestres desaparecerem da região. Os motivos para esta ameaça são muitos, no entanto, a ação danosa do bicho-homem é o fator mais comum para a vulnerabilidade da biodiversidade.

BONS EXEMPLOS
Os desafios ambientais são grandes, mas há bons exemplos vindos da sociedade civil, organizações não governamentais e iniciativa privada que podem servir de exemplos para a elaboração de políticas públicas.

A Turma do Pedal, de Araçatuba, adotou a bicicleta como uma alternativa ambiental para contrapor os veículos motorizados. A ONG Poluição Zero dedica horas do dia a recolher eletroeletrônicos quebrados, evitando que este lixo termine de forma errada na natureza. A ONG Clube da Árvore pretende realizar um censo arbóreo para apontar quantas árvores existem em Araçatuba.

Alguns projetos imobiliários já contemplam itens de sustentabilidade, como é o caso do residencial The Park, onde os moradores usam até água da chuva para a limpeza dos vasos sanitários. Outras empresas dos setores de açúcar e álcool, supermercados e calçados já entenderam que crescer de maneira ecologicamente correta no mercado empresarial tem se mostrado como a tendência do futuro.

Nenhum comentário:

Postar um comentário