segunda-feira, 23 de abril de 2012

Pomar orgânico respeita até a alimentação de papagaios


Apenas milho que será consumido é
encapado com pet; o que
sobra fica para os papagaios
Foto: Paulo Gonçalves/Folha da Região
Qual foi a última vez que você comeu uma fruta sem que para isso fosse preciso lavá-la para tirar o agrotóxico? No sítio Natureza, o pomar orgânico garante a produção de frutas e cereais sem utilizar uma única gota de veneno.

Os pés de limão, tangerina, graviola, manga, caju, jabuticaba e caqui são enriquecidos com adubo orgânico, produzido na propriedade por meio da técnica de compostagem.

Para evitar o uso de veneno, muitas alternativas são usadas para controlar naturalmente as pragas. Uma delas é o uso de alho com álcool para combater moscas que atacam frutas.

Como o pomar está a poucos metros do ribeirão Baguaçu, a utilização de agrotóxicos poderia comprometer a qualidade das águas do manancial.

Até mesmo os papagaios, malvistos por muitos agricultores, têm vez no pomar orgânico. Os responsáveis pelo sítio decidiram encapar as espigas de milho com garrafas pet para evitar que as aves se alimentassem de toda a plantação. No entanto, parte do milharal que não é usado está à disposição dos pássaros.

LEIA TAMBÉM: Sítio prega a sustentabilidade entre homem e Baguaçu

Nenhum comentário:

Postar um comentário