sábado, 23 de abril de 2016

Você sabe calcular a sua Pegada Ecológica?

Por Ana Conegundes

Imagine que você esteja andando em uma praia deserta, rente à água do mar. Você para, olha para trás e vê que seus pés estão deixando pegadas na areia, e, conforme as ondas chegam, sua marca vai sendo apagada e, em alguns instantes, não há mais nenhum vestígio de seus passos no chão molhado. 

A forma em que vivemos no planeta é muito semelhante a esse processo, exceto que nossos rastros demoram muito mais para serem apagados e, muitas vezes, ficam para sempre intrincados na Terra. Tudo depende de como caminhamos.

A WWF Brasil desenvolveu uma metodologia de contabilidade ambiental que avalia a pressão do consumo das populações humanas sobre os recursos naturais. Expressada em hectares globais (gha), essa metodologia permite comparar diferentes padrões de consumo e verificar se estão dentro da capacidade ecológica do planeta. 
Em outras palavras, a Pegada Ecológica é uma forma de traduzir, em hectares (ha), a extensão de território que uma pessoa ou toda uma sociedade "utiliza", em média, para se sustentar.
Para calcular as pegadas foi preciso analisar diversos tipos de territórios produtivos, como territórios agrícola, pastagens, oceanos, florestas e áreas construídas, além das várias formas de consumo, como alimentação, habitação, energia, bens e serviços, transporte, entre outros. As tecnologias usadas, os tamanhos das populações e outros dados, também fazem parte do cálculo.

Cada tipo de consumo é convertido, por meio de tabelas específicas, em uma área medida em hectares. Um hectare global significa um hectare de produtividade média mundial para terras e águas produtivas em um ano. Além disso, é preciso incluir as áreas usadas para receber os detritos e resíduos gerados e reservar uma quantidade de terra e água para a própria natureza, ou seja, para os animais, as plantas e os ecossistemas onde vivem, garantindo a manutenção da biodiversidade.

Tudo varia de acordo com o tamanho das sociedades industrializadas. As maiores sociedades tendem a ter um consumo maior do que aquelas menos industrializadas e, consequentemente, suas pegadas são maiores, pois, ao utilizarem recursos de todas as partes do mundo, afetam locais cada vez mais distantes, explorando essas áreas ou causando impactos por conta da geração de resíduos.

PADRÃO INSUSTENTÁVEL
Como a produção de bens e consumo tem aumentado descontroladamente, o espaço físico terrestre ou hectares globais disponíveis já não é suficiente para nos sustentar no elevado padrão atual. Dados mais recentes demonstram que estamos utilizando cerca de 50% a mais do que o que temos disponível em recursos naturais, ou seja, precisamos de um planeta e meio para sustentar nosso estilo de vida atual.

Projeções para o ano de 2050 apontam que, se continuarmos com esse padrão, necessitaremos de mais de dois planetas para mantermos nosso consumo.

Atualmente, a média mundial da Pegada Ecológica é de 2,7 hectares globais por pessoa, enquanto a biocapacidade disponível para cada ser humano é de apenas 1,8 hectare global. Tal situação coloca a população do planeta em grave déficit ecológico, correspondente a 0,9 gha/cap.

BRASIL
No Brasil, a Pegada Ecológica corresponde a 2,9 hectares globais por habitante, mostrando que o consumo médio de recursos ecológicos pelos brasileiros é bem próximo ao da média mundial da PE por habitante, equivalendo a 2,7 hectares globais. No entanto, a biocapacidade brasileira vem sofrendo um forte declínio ao longo dos anos devido ao empobrecimento dos serviços ecológicos e degradação dos ecossistemas.

Apesar disso, o Brasil ocupa uma importante posição no cenário mundial como sendo um dos maiores credores ecológicos do planeta. Para se manter nesse posto, o Brasil precisa reverter o quadro de declínio de sua biocapacidade elaborando ações de conservação e de produção ecoeficiente, diminuindo a PE da sua população por meio do consumo consciente e da manutenção da estabilidade populacional.

FAÇA VOCÊ MESMO
Adotar estilos de vida mais equilibrados e amigáveis com o meio ambiente é fundamental para o planeta. Há muitas coisas que você pode fazer no seu dia a dia, basta ter disposição e prestar atenção no caminho.

Para calcular sua pegada basta acessar o site da Global Footprint Network (clique aqui) e selecionar o Brasil como seu país para fazer o teste em português. 


Ana Conegundes é estudante de 
jornalismo no Unitoledo 
(Centro Universitário Toledo), 
em Araçatuba (SP). 
Ela escreveu este texto 
como colaboração ao 
blog Nossa Terra, 
mantido pela Folha da Região.

Nenhum comentário:

Postar um comentário